Grupo Assim

Política de privacidade

Utilizamos cookies para facilitar acesso e analisar tráfego (veja nossos termos). Você concorda com nossos cookies se continuar a usar o nosso site.

Saúde e Bem Estar Sáude e Bem Estar


O consumo de bebida alcoólica aumenta e o de cigarro diminui entre as brasileiras

Postado em 19/11/2020


 

Segundo a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), lançado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o uso prejudicial do álcool é uma das principais causas das chamadas doenças crônicas não transmissíveis, dos acidentes de carro e do aumento da violência.

 

A proporção de mulheres que costumam tomar pelo menos uma vez por semana uma bebida alcoólica passou de 12 %, em 2013, para 17% em 2019. O porcentual de homens que mantêm o mesmo hábito ficou praticamente estável, nesse mesmo período.

 

E para piorar a situação, ainda há o mau hábito que os brasileiros mantem de dirigir depois de beber. São 7,2 milhões de pessoas no país. As taxas foram maiores entre os homens (20,5%) do que entre as mulheres (7,8%).

 

Mas temos uma notícia boa, segundo a mesma pesquisa, o número de tabagistas segue em queda no país e o porcentual de pessoas que pratica atividade física também aumentou muito neste no período analisado. Mesmo assim, 40% da população ainda é considerada insuficientemente ativa ou sedentária. E a pandemia entra como um desafio para que esses números aumentem entre as pessoas mais sedentárias e que consomem álcool em excesso. Cuidar da saúde mental e física é primordial para termos mais qualidade de vida.