Grupo Assim

Política de privacidade

Utilizamos cookies para facilitar acesso e analisar tráfego (veja nossos termos). Você concorda com nossos cookies se continuar a usar o nosso site.

Saúde e Bem Estar Sáude e Bem Estar


Como tratar os pés e calcanhares rachados

Postado em 23/02/2021


 

A rachadura nos pés surge quando a pele está muito seca e, por isso, acaba quebrando com o peso do corpo e das pequenas pressões das atividades do dia a dia, como correr para o ônibus ou subir escadas, por exemplo.


Assim, a melhor forma de evitar fissuras nos calcanhares consiste, principalmente, em manter os pés bem hidratados, passando creme, pelo menos, 1 vez por dia.


No entanto, para quem já tem o pé ressecado e rachado, existe um ritual de cuidados que deixa a pele novamente sedosa e macia, permitindo utilizar sandálias e chinelos sem vergonha.

 

Ritual de tratamento caseiro
Este ritual de tratamento para pés rachados deve ser feito, pelo menos, 2 vezes por semana ou todos os dias, durante períodos em que os pés estão muito ressecados.

 

1. Faça um escalda pés hidratante
O primeiro passo consiste em fazer um escalda pés, para amolecer a pele e abrir os poros, permitindo que o creme hidratante seja bem absorvido por todas as camadas de pele.


Para fazer o escalda pés deve-se:


- Colocar um pouco de água morna dentro de uma bacia até atingir a altura de 8 a 10 cm, ou uma altura que permita mergulhar todo o pé na água;


- Adicionar 1 a 2 colheres de sopa de creme hidratante, dependendo da quantidade de água;
- Misturar bem o creme na água, para dissolver completamente;


- Mergulhar os pés por 5 a 10 minutos, para garantir que a pele fique mole e absorva o creme.
Idealmente, o escalda pés não deve ser feito com água muito quente, nem sem o creme hidratante, pois irá abrir e agredir os poros, podendo deixar a pele mais seca.

 

2. Seque os pés corretamente
Após terminar o escalda pés é muito importante secar bem a pele, para evitar o crescimento de fungos, especialmente entre os dedos do pé. No entanto, deve-se evitar esfregar a toalha na pele, pois essa ação deixa a pele mais irritada e contribui para o aumento do ressecamento.


Assim, o ideal é secar a pele com leves movimentos de pressão sobre a pele, para retirar o excesso de água, e depois deixar os pés ao ar livre durante 2 minutos, para que sequem completamente.

 

3. Retire o excesso de pele com uma lixa
Este passo do ritual é opcional e, geralmente, só deve ser feito quando já não existem rachaduras, mas a pele ainda continua grossa e ressecada. Nestes casos, após secar o pé com a toalha, mas antes de os deixar secar ao ar livre, deve-se utilizar uma lixa de pés, ou uma pedra-pomes, por exemplo, para fazer movimentos leves sobre o calcanhar e retirar o excesso de pele morta.
Esta técnica também pode ser feita em outras regiões mais secas do pé, como a lateral do dedão. Depois, pode-se passar novamente o pé por água morna, ou retirar a pele que saiu, utilizando uma toalha, por exemplo.

 

4. Passe um creme hidratante
Quando o pé já está completamente seco deve-se passar um pouco de creme hidratante para fechar os poros e acabar a hidratação da pele. Quanto mais espesso for o creme, maior será o grau de hidratação, mas a escolha pode ser feita de acordo com as preferências de cada pessoa.


Depois de passar o creme, deve-se calçar uma meia para garantir que não é retirado pelo calçado e que é completamente absorvido pela pele. Além disso, a meia ajuda que o pé não escorregue, evitando possíveis quedas. Uma boa opção é fazer o ritual antes de dormir, para que se mantenha as meias por algumas horas e sem a pressão do sapato.

 

Fonte: TuaSaúde